receitas

RECEITAS 


SALADA DE FRANGO GRELHADO, ABACATE, TOMATE E MANGERICÃO

Esta salada de frango grelhado, abacate, tomate e manjericão temperada com azeite e umas gotas de sumo de limão é uma bela sugestão para o almoço.




COUVES DE BRUXELAS COM SALSICHA E QUINOÁ


Couves de Bruxelas com Salsicha e Quinoá, um prato simples, nutritivo e baixo em carboidratos como deve ser a dieta para sedentários.
Ingredientes para 2:

1 chávena de café de quinoá previamente cozida no dobro da água (sem sal, nem gordura)
2 Chávenas almoçadeiras de couves de Bruxelas
3 salsichas grandes
1 dente de alho
1 colher de sopa de azeite
Coloca-se o azeite e o alho na frigideira até começar a ferver. adicionam-se as couves de Bruxelas e deixa-se cozinhar até ficarem tenras. Por fim juntam-se as salsichas, a quinoá e envolve-se tudo. Corrige-se o sal e está pronto a servir.


OS MEUS VÍDEOS DE RECEITAS








PÃO DE AVEIA

Esta receita de pão de aveia, de confecção rápida, é bom para o pequeno-almoço, mas é especialmente recomendado para o lanche, para a "hora do lobo". Contém menos carboidratos do que o pão tradicional e tem proteínas na sua constituição o que o torna mais saciante fazendo engordar menos.
Este, da imagem, foi feito por mim e tem aspecto de um bolo delicioso. Garanto-vos que fica óptimo com queijo fresco, requeijão ou fiambre. Experimentem!

Ingredientes
3 ovos
6 colheres de sopa de farelo de aveia
5 colheres de sopa de leite em pó
3 colheres de sopa de iogurte natural
2 colheres de leite
1 colher de sobremesa de fermento para bolos
1 pitada de sal (opcional)

Bater bem os ovos. Juntar o leite líquido e o iogurte natural. Bater mais um pouco e juntar a aveia e o leite em pó. Por fim adiciona-se o fermento e o sal e mistura-se rapidamente. Coloca-se numa forma de silicone (não é preciso untar) e vai ao forno aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos. Está pronto!

FALAFEL: A receita do Chef Henrique Sá Pessoa




LEGUMES SALTEADOS

Ingredientes:
1 cenoura
1 courgete
1/2 beringela
1/2 pimento
1 colher de sopa de azeite
2 dentes de alho
1 pitada de sal

Aquecer o azeite, colocar os alhos picados e deixar alourar ligeiramente. Adicionar os legumes lavados e partidos aos palitos pequenos, uma pitada de sal e deixar cozinhar cerca de dez minutos. O tempo de confecção depende se gosta dos legumes mais crocantes ou mais moles. 


SOPA SEM BATATA PASSO A PASSO

INGREDIENTES: para 2 a 3 litros de sopa:


CONFECÇÃO:
Descascam-se e preparam-se os legumes. Coloca-se um pouco de azeite no fundo da panela e adiciona-se os alhos esmagados, a cebola e o alho francês partidos grosseiramente. Por-se a ferver o azeite até a cebola ficar transparente e adiciona-se um bom copo de água. Juntam-se as cenouras, a courgete e o sal e acrescenta-se água até meio da panela. Deixa-se cozer cerca de meia hora. 

Depois de verificarmos se a cenoura está  bem cozida, passa-se tudo com a varinha até ficar um puré fino. Acerta-se a água e adicionam-se os espinafres. 

Mais cinco minutos de cozedura
( os espinafres cozem rápido) e...
A sopa está pronta! 



SETE REGRAS PARA FAZER SUMOS DETOX

Os sumos, ou melhor, os batidos "detox" estão na moda. Misturam-se frutas, folhas verdes, raízes, ervas aromáticas, sementes, cereais e especiarias em combinações que podem ser infinitas com o objectivo de desintoxicar o organismo. De facto, estas bebidas facilitam a eliminação de toxinas pela urina e fezes porque favorecem a diurese e o trânsito intestinal. Por outro lado são uma boa forma de manter a hidratação, principalmente para os que não gostam de beber água.

Quando o objectivo é ganhar saúde e, atendendo ao número infinito de combinações possíveis entre os vários ingredientes, é melhor conhecer algumas regras de preparação dos batidos detox para que do ponto de vista nutricional possamos tirar o melhor partido deles. É importante saber, por exemplo, que as folhas verdes de alguns legumes quando consumidas cruas podem provocar desconforto intestinal. As folhas de couve que comemos habitualmente na sopa, são bem toleradas pela maioria das pessoas porque a cozedura suaviza a sua textura e facilita a digestão.
Deixo-vos, então, com sete regras para se iniciarem nos batidos detox:

1-As folhas verdes a utilizar no início deverão ser de alface, espinafre, endívia, salsa ou coentros. As folhas de couve muito interessantes do ponto de vista nutricional porque ricas em cálcio, vitaminas A,C e K e muitos minerais como o cobre, potássio, ferro e fósforo, devem ser introduzidas mais tarde;

2-Não juntar mais do que duas peças de fruta para que não haja excesso de açúcar;

3-Evitar a adição de açúcar. A fruta contém-no em quantidade suficiente;

4-Os líquidos mais interessantes para adicionar são água, infusões ou água de côco;

5-As receitas que contêm leite ou iogurte natural, não devem conter folhas de espinafre nem de outros vegetais ricos em ferro, pois os lacticínios comprometem o aproveitamento deste mineral pelo nosso organismo;

6-As frutas ricas em vitamina C, como os citrinos ou o kiwi, têm vantagem em ser misturadas com os lacticínios, pois esta vitamina favorece a assimilação do cálcio;

7-Os sumos detox podem ser ingeridos ao pequeno-almoço e ao lanche como substituto das refeições tradicionais de pão e leite. Esta regra pode dar uma ajuda para perder alguns quilos que estejam a mais.

BERINGELAS À PARMIGIANA


Ontem para o jantar fiz beringelas à moda da minha irmã que vive no Norte de Itália inspirada pelos comentários de uma leitora que diz que as beringelas são dos seus legumes preferidos.

Receita (deu para quatro pessoas)
1 beringela partida às rodelas com casca
1/2 lata de tomate pelado que deve ser triturado com a ajuda da varinha mágica
Oregãos 
queijo mozzarella ralado
rúcula crua (no final da confecção só para os apreciadores)

Forrar o tabuleiro do forno com papel vegetal próprio. Dispor as beringelas cortadas às rodelas (ou ao alto, conforme a vossa preferência) espalhadas pelo tabuleiro. Levá-lo ao forno aquecido a 200 ºC cerca de dez minutos para assar ligeiramente as beringelas. Retirar do forno e colocar cerca de uma colher de sopa de polpa de tomate em cada rodela de beringela. Temperar com oregãos. Por fim um pouco de queijo mozzarella ralado e vai novamente ao forno para gratinar, mais dez minutos. No final, os apreciadores de rúcula, como eu, podem coloca-la em crú por cima do queijo gratinado.
As "mini-pizzas" de beringela estão prontas! Ficam uma delícia : )  

BATIDOS PARA O PEQUENO-ALMOÇO...

Ultimamente tenho tomado ao pequeno-almoço iogurte natural batido com fruta, flocos de aveia e chia. 
Um pequeno-almoço ideal por ser completo, equilibrado e baixo em calorias.  É constituído por alimentos de três grupos: lacticínios, cereais e fruta. Todos os dias se pode preparar um diferente. Na imagem temos quatro sabores, qual deles o mais saboroso: limão com hortelã; mirtilos; morangos e laranja. 

Receita (preparar na véspera)
IOGURTE COM HORTELÃ/LIMÃO E CHIA
Sumo e raspa de meio limão
6 folhas de hortelã
1 iogurte natural (colocar um pouco de açúcar, se necessário)
1 colher de sobremesa de sementes de chia
1 colher de sopa de flocos de aveia + 1 colher de sopa de água
IOGURTE COM LARANJA E CHIA
1 laranja
1 iogurte natural sem açúcar
1 colher de sobremesa de sementes de chia
1 colher de sopa de flocos de aveia + 1 colher de sopa de água

Colocar a laranja descascada, o iogurte natural e as sementes de chia no copo misturador e bater tudo durante dois minutos.
Num copo de vidro colocar os flocos de aveia junto com a água para hidratarem. Depois do batido estar pronto deitar em cima dos flocos de aveia. Colocar no frigorífico. Está pronto a comer no dia seguinte.

IOGURTE COM MORANGOS E CHIA - Ingredientes comuns (bold) + 5 morangos 

IOGURTE COM MIRTILOS E CHIA - Ingredientes comuns (bold) + 2 colheres de sopa de mirtilos


ÁGUAS COM AROMA

ÁGUA DE LIMÃO, LARANJA E HORTELÃ
laranja | limão | hortelã
 
Este frasco com palhinha que comprei na "Casa" é muito prático para levar a água com aromas para o trabalho. 

ÁGUA DE TANGERINA, CANELA E HORTELÃ
Receita
1 litro de água
12 a 14 rodelas de tangerina
4 paus de canela
12 folhas de hortelã


ÁGUA DE LIMÃO, PEPINO E HORTELÃ
Desta vez aromatizei a água com limão, pepino e hortelã.

 Prepare a água aromatizada na véspera de levar para o trabalho. Durante a noite, enquanto dorme, os nutrientes passam para a água transformando-a numa bebida natural detox muito agradável. 
Receita
1 litro de água
Meio pepino
Dois limões pequenos 
12 folhas de hortelã




ÁGUA COM AROMA DE LIMÃO, BETERRABA E HORTELÃ

Agora que os dias quentes chegaram é importante não esquecermos de nos hidratar. As recomendações de ingestão diária de água para adultos são de cerca de 1,5 a 2 litros.
Como sei que para algumas pessoas, beber água é um sacrifício, que tal experimentarem água com aromas. Deixo aqui a minha primeira sugestão: num copo de 200 mL de água juntar duas rodelas de limão, duas rodelas finas de beterraba e um raminho de hortelã. Esperar cerca de 10 minutos para dar tempo que as vitaminas, minerais e outros compostos presentes nestes alimentos passem para a água. Agora podem provar. Fico à espera dos vossos comentários :)





BOLONHESA DE COGUMELOS À MANEL


- 1 courgete pequena por pessoa;
- 15 a 20 cogumelos (Marron, Paris, Portobelo ou outros a gosto);
- 1 cenoura média;
- 1 cebola média;
- 2 a 3 dentes de alho;
- 1 folha de louro ( sem a nervura central);
- Sal e pimenta q.b.;
- Oregãos secos (ou/e manjericão se preferir);
- 2 caixas de polpa de tomate (Guloso, Compal ou outra);
- Meio copo de vinho branco (ou tinto);
- 2 colheres de sopa de azeite;
- Salsa.

Fazer um refogado com a cebola, alho e salsa picados finamente e a cenoura ralada. Adicione a folha de louro. Quando a cebola estiver translucida adicionar os cogumelos picados finamente, a polpa de tomate e o vinho branco ( caso prefira tinto, dará um aroma e sabor mais intenso ao molho). Deixe levantar fervura e baixe o lume( mantendo o tacho destapado para evaporar o álcool e não concentrar muito o aroma do vinho) temperando com sal e pimenta e oregãos ou/e manjericão a gosto.

Enquanto o molho apura fazer as espirais de courgete utilizando o espiralizador de vegetais (descascada caso prefira que aparentem ser mais semelhantes a massa ou com casca para ter mais fibra), caso prefira as espirais mais pequenas corte com uma faca ou tesoura de cozinha.

Com o lume no mínimo adicionar as espirais de courgete ao molho e envolver, apagando logo de seguida de modo a que estas fiquem "al dente" servir polvilhado com parmesão ralado (ou um pouco de levedura de cerveja em pó caso seja vegan).

E temos um prato de "massa" com todo o sabor mas com a contagem de calorias em queda livre.

TOFU COM COENTROS
O tofu é muito utilizado pelos vegetarianos como substituto da carne ou do peixe. Nesta receita os coentros podem ser substituídos por salsa.
Acompanhei o tofu com coentros com cogumelos frescos (não de lata) salteados com azeite, alho e um bocadinho de vinho do Porto. Também se pode acompanhar com salada.



LEGUMES ASSADOS NO FORNO




"LASANHA" DE COURGETES

Depois do sucesso do "espaguete" feito com courgete, a Rita resolveu experimentar fazer lasanha com courgetes e enviou a fotografia.

Esta receita leva carne picada cozinhada com um fio de azeite, cebola, alho, tomate, sal, piri-piri e noz moscada até desaparecer todo o molho. É importante que a carne fique seca porque a courgete, que substitui a massa, larga muita água.

As camadas são feitas com courgete, carne e queijo mozzarella fatiado. Na camada superior coloca-se queijo mozzarella ralado, para gratinar. Vai ao forno a 180º-200ºC cerca de 20 minutos. É uma delícia!
SALADA DE FEIJÃO FRADE COM VEGETAIS
O meu agradecimento à Filipa Silva, autora do site www.receitasdedieta.pt, que nos enviou a receita de "salada de feijão frade com vegetais", uma receita aprovada para a Dieta para Sedentários:


Salada de feijão frade com vegetais
(para 1 pessoa)

30g feijão frade seco
1 ovo
1 pedaço de pepino 
1/4 pimento (usei verde+vermelho)
1/2 tomate 
1/4 cebola
1/2 lata de atum em conserva de água 
1 colher de chá de azeite
sal
pimenta
vinagre

Coza o feijão e o ovo em água e sal durante 30 a 40 minutos até o feijão estar cozido.

Corte os vegetais todos em cubinhos mais ou menos do tamanho do feijão. 

Esprema o tomate para remover o máximo de liquido possível.

Para cortar a acidez da cebola, coloque-a numa tacinha à parte e regue com um pouco de vinagre, deixe repousar pelo menos 5 minutos.

Quando o feijão estiver pronto, escoe-o. Descasque o ovo e corte-o a seu gosto.

Junte o feijão, atum, vegetais e ovo. Tempere com o azeite, vinagre e pimenta.

Pode usar qualquer vegetal que gostar: milho, ervilhas, cenoura, salsa, etc.


"ESPAGUETE DE COURGETE"



COENTRADA DE PESCADA COM CAMARÂO

Esta receita de coentrada de peixe com camarão, foi adaptada de uma outra retirada do livro do Professor Galopim de Carvalho, "...Com poejos e outras ervas", Âncora Editora, 2002. Como fã da cozinha alentejana, muito rica em ervas aromáticas, descobri nos livros do Professor Galopim, receitas tradicionais deliciosas e nutricionalmente interessantes em que se aproveita tudo o que a terra dá. Esta coentrada de peixe com camarão foi a primeira de muitas receitas que tenciono experimentar. Deixo aqui a receita original de "Coentrada de peixe com amêijoas":
"Use peixe grado, a seu gosto (pescada, garoupa, corvina, cherne, cação, tamboril) cortado às postas grossas. Faça um refogado com azeite, alho e coentros picados. Coloque aí as postas do peixe com um golpe de vinho branco e tape. Deixe tomar gosto, virando o peixe a meio da confecção. No final, junte as amêijoas e deixe-as abrir com o tacho tapado. Experimente aromatizar ou alegrar com uma pitada de colorau ou de açafrão." 

O modo e o tempo de confecção não podiam ser mais simples e rápido. Sobre o livro, ver no blogue pesquisando com a palavra "Galopim".


STROGONOFF DE NOVILHO COM LEGUMES SALTEADOS

Azeite e alho a ferver numa frigideira. Adiciona-se uma courgette com casca e uma cenoura descascada partidas em juliana. Um pouco de sal. Salteia-se tudo durante 5 a 10 minutos. Fica uma delícia a acompanhar o strogonoff.



ATUM COM ABACATE

Este é o prato mais fácil e rápido de fazer. Uma solução para quando chegamos a casa em cima da hora da refeição.

Ingredientes (para duas pessoas)
1 abacate maduro (mas não demasiado)
2 latas de atum

Partir o abacate aos cubos. Misturar o atum. Servir com uma noz de maionese.


SOPA DE PEIXE E CAMARÃO

(não sei porquê, mas as fotografias tiradas com o iphone ficam, aqui no blog, viradas de lado)
Esta sopa de peixe e camarão, da minha autoria, tem pouquíssimas calorias e é deliciosa. Pelo menos é o que dizem vários elementos da minha família e também alguns amigos que já a provaram. O modo de confecção também não podia ser mais simples e rápido. Quem gostar do sabor picante, vai ficar fã.

Ingredientes:
-1,5 L de água
-1 posta de pescada (ou de outro peixe)
-6 camarões congelados
-1 malagueta
-Sal q.b.
-noz moscada

-1 courgete ralada
-1 colher de sopa de azeite

Coze-se o peixe e o camarão na água temperada com sal, uma malgueta e raspa de noz moscada. Quabdo estiver pronto tira-se o peixe e o camarão e escolhem-se as espinhas e a casca, respectivamente. Adiciona-se à água da cozedura a courgete ralada, o peixe e o camarão. Acerta-se o sal e adiciona-se uma colher de sopa de azeite. Está pronta! Agora, é só deliciarem-se com esta sopa ultralight :)


COUVE LOMBARDA SALTEADA

Ontem para o jantar fiz couve lombarda salteada com bifinhos de peru grelhados.  É um prato super fácil de fazer que se prepara em 15 minutos.

INGREDIENTES (para quatro pessoas)
Meia couve lombarda
1 cenoura
2 colheres de sopa de azeite
2 dentes de alho
sal marinho q.b.

Depois de lavar a couve, corte-a em juliana. Descasque e rale a cenoura. 
Numa frigideira coloque o azeite e os alhos picados até estes começarem a fritar. Junte a couve, a cenoura e um pouco de sal. Deixe cozinhar cerca de oito minutos mexendo com frequência (se gostar da couve mais cozida deixe cozinhar mais tempo). Está pronto! 



Acompanhei com bifinhos de peru grelhados, temperados com pimenta, pouquíssimo sal, mas com muito sumo de limão. 

Esta couve também fica bem a acompanhar qualquer tipo de peixe.
Experimentem!








TOMATES RECHEADOS

Mais uma refeição "low calorie" que se prepara em dez minutos e que é muito aprazível nestes dias mais quentes. Foi o meu almoço, depois de um creme de courgetes. Aqui vai o modo de preparação e os ingredientes:

INGREDIENTES (para 1 pessoa):
  • Dois tomates;
  • Meia lata de atum;
  • Meia cenoura ralada
  • Meia courgete com casca ralada;
  • Um ovo cozido;
  • Uma folha de endívia;
TEMPERO:
  • Uma colher de sobremesa de azeite;
  • Duas colheres de sobremesa de vinagre.
(este tempero pode ser substituído por uma colher de sobremesa de maionese que se mistura com o atum para rechear os tomates).

Retira-se a polpa dos tomates com a ajuda de uma faca ou de uma colher de sobremesa. Mistura-se a polpa partida em pequenos pedaços com o atum e a maionese e recheiam-se os tomates. Na folha de endívia coloca-se a cenoura e a cougete raladas e o ovo cozido. Tempera-se e já está.

CREME DE CENOURA COM COURGETE

Mais uma receita de sopa que faço rapidamente nos dias em que tenho pouco tempo para preparar o jantar.

INGREDIENTES 
2 batatas do tamanho de um ovo de galinha
2 cebolas
4 cenouras
2 courgetes
1 colher de sopa de azeite
sal marinho artesanal q.b.
2 litros de água

Descascam-se todos os legumes com excepção da courgete, partem-se aos cubos e colocam-se dentro de uma panela com dois litros de água. Liga-se o lume e quando atingir a ebulição, deixa-se cozer durante cerca de 60 minutos. Para vertificarmos se estão bem cozidos, espeta-se um garfo na cenoura, por ser o legume que demora mais tempo a cozer. Passa-se tudo com a varinha, acerta-se a água e o sal. Adiciona-se o azeite e desliga-se a panela. O creme de cenoura com courgete está pronto!


CREME DE COURGETES

A pedido de vários leitores, hoje partilho a receita de uma sopa que se prepara em 30 minutos. 
Era uma enorme falha neste blogue não haver uma única receita de um alimento que tanto recomendo nas consultas. Não hesito em afirmar que a sopa portuguesa de legumes é um alimento proporcionador de saúde e bem-estar que deve ser consumida diariamente por todos. É essencialmente constituída por nutrientes reguladores tais como água, fibras, vitaminas, minerais, compostos antioxidantes e outros fitoquímicos que promovem o bom funcionamento do organismo. 


INGREDIENTES 
4 courgetes; 
2 cebolas; 
2 dentes de alho; 
2 colheres de sopa de azeite; 
água e sal q.b.
PREPARAÇÃO
Pica-se uma das cebolas e os dois dentes de alho para uma panela de 1,5 L. Põem-se, junto com o azeite, ao lume deixando ferver até a cebola ficar transparente. Adicionam-se as courgetes lavadas e partidas aos cubos com a casca. A casca da courgete contém ácido fólico, fibras, vitaminas e minerais que enriquece nutricionalmente a sopa. 

Adiciona-se o sal e tapa-se a panela. O sal vai fazer sair a água da courgete e ela começa a cozer no seu próprio suco. Junta-se a segunda cebola partida aos cubos e põe-se uma chaleira de água a ferver para ir acrescentando à medida que a courgete e a cebola cozem.

Quando ambas, a cebola e courgete, estiverem cozidas passam-se com a varinha mágica. Acerta-se a água, de modo a ficar com uma textura cremosa, e o sal. E está pronto o nosso creme de courgetes. Enfeita-se no prato com uma "vírgula" de azeite cru.




COURGETE GRELHADA

A courgete ou abobrinha é um legume muito recomendado  nos regimes de emagrecimento por ter poucas calorias, uma de tamanho médio fornece 31 kcal,  substituindo facilmente a batata em muitos pratos.

Nutricionalmente é constituída por água, hidratos de carbono algumas proteínas e quantidades vestigiais de gorduras. Oferece uma quantidade considerável de fibras, potássio e folatos (vitamina B9), desde que consumida com a casca. Contém ainda uma pequenas quantidades de vitamina C, vitamina A, ferro e cálcio (informação nutricional baseada na USDA Nutrient Database SR18).

Há mil e uma maneira de preparar as courgetes, mas grelhada é uma das minhas favoritas.

Ingredientes (para duas pessoas):
-1 courgete
-1 colher de sopa de azeite
-1 dente de alho
-sal (opcional)

Lava-se bem a courgete em água corrente e cortam-se a base e o topo. Parte-se a courgete ao alto em lâminas finas e colocam-se no grelhador previamente aquecido. É nesta fase que, se desejarem, se polvilha de sal. Numa taça à parte, mede-se o azeite e pica-se o alho. À medida que as tiras de courgete ficam grelhadas vão-se colocando na taça envolvendo-as com o azeite e alho. E já está! Em menos de 10 minutos temos pronto o acompanhamento da carne ou do peixe que preparámos para o jantar. Bom apetite!

SALMÃO COM LARANJA


A pedido de vários seguidores, vou dar, na rubrica "O meu almoço", sugestões de refeições para quem quer emagrecer. Fiz para o almoço de hoje salmão grelhado com salada de alface e laranja. Para os que pensam que cozinhar peixe dá mais trabalho, fica o exemplo de uma refeição que se prepara em 15 minutos:

Tempera-se o salmão com sumo de limão, pimenta e (pouco) sal (marinho de preferência). Aquece-se o grelhador e coloca-se o salmão com a pele virada para baixo. Enquanto o salmão cozinha, aquece-se a sopa e prepara-se a salada.





Chili 

O Chili é um prato de origem mexicana óptimo para os apreciadores de comida picante. Esta é um prato nutritivo, económico e muito apreciado cá em casa. A quantidade de malaguetas fica ao critério de cada um. Nós gostamos do chili bastante picante e para isso pomos cerca de 4 malaguetas.

Ingredientes:
1 colher de sopa de azeite
1 cebola grande
2 dentes de alho
4 tomates
1 pimento vermelho
2 latas de feijão vermelho
300 g de carne (utilizei porco)
1 linguiça
1/2 copo de vinho branco
malaguetas q.b.
1 folha de louro

Faz-se o refogado no azeite, com a cebola, o alho e o pimento picados (o pimento também pode ser cortado em tiras). Tempera-se com sal. Juntam-se os tomates mantendo-se ao lume até se desfazerem. Adiciona-se a carne e deixa-se ganhar cor, adicionando meio copo de vinho branco, a folha de louro e as malaguetas. Deixa-se cozinhar cerca de 10 minutos e junta-se o feijão vermelho. Deixa-se cozinhar mais 10 minutos e está pronto. Servir com um pouco de arroz branco.

Courgete salteada


Uma colher de sopa de azeite numa frigideira. 


Um dente de alho partido grosseiramente e deixa-se ferver no azeite para que este lhe tome o gosto.


Entretanto lavam-se as duas courgetes e partem-se em meias luas finas, conforme a imagem.


Colocam-se as courgetes na frigideira com um pouco de sal marinho artesanal (o que é produzido nas nossas salinas é o melhor sal) e envolvem-se com o azeite e o alho. Deixar cozinhar, mexendo de vez em quando, durante cerca de 8 minutos. Está pronto para acompanhar peixe ou carne. 



Trouxas de tomate cherry com queijo chèvre

Uma colher de sopa de azeite na frigideira;
Três dentes de alho esmagados a fritar no azeite para os aromas e sabores se misturarem;
Oito a dez tomates cherry partidos aos quartos para dentro da frigideira;
Oregãos q.b.;
Utilizar uma frigideira mais pequena para com o polme fazer uma panqueca. No meio da panqueca coloca-se um pouco do tomate que foi cozinhado em cinco minutos e por cima uma fatia de queijo chèvre. O queijo que utilizei é da marca Palhais e tem  a forma de um cilindro pequeno, mas há outras variedades no mercado.  
Embrulha-se o tomate e o queijo com a panqueca e enfeita-se com salada e tomates frescos. Serve-se como entrada ou pode ser o segundo, depois de comido um prato de sopa. Neste último caso, uma trouxa por pessoa é pouco.
Experimentem e bom apetite!
Nota: não juntei sal porque o queijo já o contém em quantidade suficiente e, lembrem-se que devemos reduzir o sal na alimentação.  





A minha sopa de peixe


Recomendo muitas vezes sopa de peixe nas minhas consultas porque considero-a um alimento completo que favorece a saúde e que pode, por si só, constituir uma refeição. Reparei que algumas pessoas não sabem fazê-la. Esta é a receita da minha sopa de peixe:

Ingredientes
1 a 2 postas de salmão
uma dúzia de camarões congelados

Cozer as postas de salmão (ou outro peixe) em água com sal.
Fazer o mesmo aos camarões. Depois de cozidos, escolher o peixe e os camarões. Reservar ambas as águas de cozer o pescado.


Base da sopa 

Azeite
3 batatas do tamanho de um ovo de galinha
meio pimento
2 cebolas grandes
5 tomates
piri-piri triturado
sal
coentros picados

Picar as cebolas para uma panela de dois litros, adicionar um pouco de azeite e colocar ao lume até a cebola começar a ficar tranparente. Adicionar os tomates partidos aos cubinhos (não é preciso tirar a casca), o pimento, um pouco de sal e o piri-piri. Cozinhar até os tomates se desfazerem. Colocam-se nesta altura as batatas já partidas e acrescenta-se água a ferver até meio da panela. Deixa-se cozer tudo cerca de vinte minutos e no fim tritura-se com a varinha. Acrescentam-se as águas de cozer o salmão e os camarões. Acerta-se o sal e adiciona-se o peixe e o camarão. Serve-se num prato de sopa e adicionam-se os coentros picados.

Trouxas de Bacalhau da Avó Ana


A pedido de vários seguidores do comerbemateaos100 regresso hoje às receitas com trouxas de bacalhau que fiz hoje para o almoço. Esta receita muito simples de executar é da minha Avó Ana, de quem tenho muuuuuitas saudades. Ela ensinou-me a cozinhar e a aproveitar todas as sobras reciclando-as em óptimos pratos para toda a família. É uma boa sugestão para aproveitar o bacalhau cozido que sobra da consoada.

Ingredientes:
Duas postas de bacalhau cozido escolhido sem espinhas, em lascas

Polme

125 g de farinha
3 ovos
4 dL de leite
1 pitada de sal

Batem-se os ovos e a farinha e adiciona-se o leite pouco a pouco. A pitada de sal é opcional, uma vez que o bacalhau, normalmente, contém sal suficiente (eu não costumo adicionar sal).

Depois do polme feito coloca-se a frigideira ao lume com um pouco de azeite. Quando o azeite estiver quente adiciona-se, com a ajuda de uma concha, uma quantidade de polme suficiente para cobrir o fundo da frigideira. Deixa-se ao lume alguns minutos até o polme solidificar, colocam-se no meio algumas lascas do bacalhau e faz-se uma trouxa, como se fosse uma omelete. Está pronta! Repete-se este processo até terminar o polme ou o bacalhau.

Quem está em regime de emagrecimento deve acompanhar as trouxas de bacalhau com salada, legumes salteados ou couve. A restante família pode, além da salada, acompanhar as trouxas com arroz de bacalhau.


  Salada italiana de tomate e manjericão



Acabada de chegar de Roma partilho uma salada, de inspiração italiana, que faço frequentemente nesta altura do ano. Faz-se em cinco minutos e é o acompanhamento ideal para uns bifinhos de vaca ou de perú ou umas febras fritas em azeite. Quatro ou cinco tomates vermelhos partidos aos cubos, azeitonas sem caroço, folhas de manjericão e lascas de queijo italiano parmigiano reggiano, que compro habitualmente na Makro. Tempero só com azeite virgem extra e vinagre balsâmico de Modena (também italiano). O sal é dispensável porque tanto as azeitonas como o queijo o contêm em quantidade suficiente.


 











Tortilha de courgetes e pimento

Ingredientes (para três pessoas)

4 ovos
2 courgetes
1 cebola grande
1/2 pimento (opcional)
2 colheres de sopa de Azeite
sal

 Corte a cebola, a courgete e o pimento aos cubinhos como mostra a imagem
Aqueça o azeite numa frigideira. Frite um pouco as cebolas e os pimentos até as cebolas ficarem quase transparentes. 
 Adicione as courgetes e tempere com uma pitada de sal. Mantenha o lume brando durante cerca de dez minutos, mexendo ocasionalmente até amolecerem.

Numa tigela bata os ovos com sal e pimenta a gosto e deite na frigideira.


Deixe cozer em lume brando, cerca de oito minutos, até o ovo ficar sólido. Desenforme e corte em três ou quatro fatias. Acompanhe com salada de alface e cenoura ralada.

Coma um prato de sopa antes (a sopa que vê na imagem é de feijão verde) e uma peça de fruta para terminar a refeição. Nutrientes muitos, calorias poucas. É fácil emagrecer assim...  


BACALHAU COM LEGUMES À BRÁS para quatro pessoas
(este prato de bacalhau foi inspirado nos legumes à brás da cozinha vegetariana)

1 posta de bacalhau
azeite q. b.
uma cebola grande
duas courgetes
meia couve lombarda
pimenta
azeitonas e salsa picada para decorar



Parte-se a cebola grosseiramente e coloca-se numa frigideira com azeite. Desfia-se o bacalhau depois de bem demolhado em cru. Quando a cebola começar a alourar adiciona-se o bacalhau e deixa-se cozinhar durante uns minutos.


Entretanto partem-se as courgetes e a couve lombarda em juliana, adicionam-se ao bacalhau e deixa-se cozinhar de oito a dez minutos.


Por fim batem-se três ovos aos quais se adiciona pimenta em pó (opcional). Envolve-se tudo com os ovos e tira-se do lume.

Coloca-se numa travessa, decora-se com azeitonas, salsa picada e está pronto a servir.


Iniciámos a refeição com uma sopa de legumes e comemos o bacalhau com legumes à brás que estava óptimo, com menos de metade das calorias do tradicional à base de batatas fritas.

Nota: outros legumes podem ser adicionados como cenoura, pimento ou alho francês desde que seja do gosto da família. O prato ficará nutricionalmente mais rico.


TARTE DE FRUTAS


Massa: ingredientes

250 g farinha trigo
100 g manteiga de vaca (não confundir com margarina)
1 ovo inteiro
1 colher chá de fermento

Misturam-se todos os ingredientes formando uma massa. Forra-se a forma e leva-se ao forno cerca de 20 minutos.

Recheio: ingredientes

300 ml de leite
3 gemas de ovo
2 colheres de sopa de farinha
3 a 4 colheres de sopa de açúcar (menos ou mais doce, ao gosto de cada um)

Pôr o leite a aquecer menos meio copo. Bater as gemas com o açúcar, incorporar a farinha peneirada alternando com o leite frio. Juntar o leite quente mexendo sempre. Aquecer até levantar fervura e engrossar. Deita-se na forma a cobrir a massa já cozida e enfeita-se com a fruta. Vai ao frigorífico

Frutas: meia manga, 5 kiwis, mirtilos, uvas brancas no centro. Podem escolher-se outras frutas como morangos, nectarinas (com casca e tudo porque ficam óptimas e causam bonito efeito), uvas, frutos do bosque, etc.

Sugestão: antes de levar a tarte ao frigorífico prepare uma gelatina própria para tartes e deite por cima da fruta para não oxidar. A tarte fica com óptimo aspecto. Na imagem o pacote da referida gelatina que comprei em Itália. Estou certa que também se encontra, nos nossos supermercados, algum produto similar.


IOGURTE NATURAL

É possível fazer os seus iogurtes em casa, mesmo sem iogurteira. Este fim-de-semana pus em prática esta ideia que já tinha em mente há algum tempo. Partilho-a agora com os leitores porque é uma receita de fácil execução e económica... além de que o iogurte fica mesmo bom.

Ingredientes
1 litro de leite do dia (meio gordo ou gordo), 1 iogurte natural e 1 colher de sopa de leite gordo em pó (para o iogurte ficar mais cremoso, este ingrediente é opcional).

Preparação
Aquecer o leite à temperatura de 37 ºC (pode usar um termómetro ou, se não tiver termómetro, mergulhe um dos dedos até sentir o leite morno). Numa taça grande (utilize uma que tenha tampa) desfaça o iogurte com um garfo, junte o leite em pó e misture. Adicione o leite lentamente mexendo sempre. Coloque a tampa e embrulhe a taça numa manta durante cerca de 8 horas. O iogurte está pronto! Coloque-o no frigorífico e uma ou duas horas depois já poderá prová-lo.

Postagens mais visitadas

Imagem

PEQUENO-ALMOÇO VEGAN